O Fado Português!

Em Democracia o Estado de Direito deveria representar uma Independência dos Poderes Institucionais….ou o Estado Democrático não é de Direito?

O primeiro-ministro, António Costa, avisou os enfermeiros para que não peçam “o impossível” na questão do salário base de entrada na carreira, considerando a líder bloquista, Catarina Martins, que estes profissionais “são muito melhores do que a sua bastonária”, só que não há dinheiro para ” selvagens “, palavras estas de um Cidadão para outro Cidadão … teremos regredido na nossa civilização?

Os 1O gabinetes dos 60 membros do Governo vão custar, em 2019, quase 64,4 milhões de euros, esta atribuição de verba de despesa destes gabinetes terá um agravamento de 1,9%, sendo superior à taxa de inflação prevista de 1,3% para 2019. Assim os Ministros e Secretários de Estado vão gastar com os seus gabinetes mais 1,2 milhões de euros do que a verba orçamentada para 2018. Funcionários Públicos como os demais Funcionários Públicos, com uma ressalva de diferença, não são ” selvagens “, são Domesticados !

Mas para acompanhar a elevação da República, o Presidente da República tem um orçamento superior a 14,6 milhões de euros para fazer face a despesas, em 2019. Marcelo Rebelo de Sousa dispõe de um aumento de verbas de 0,8% face aos cerca de 14,5 milhões de euros orçamentados, dos quais cerca de 350 mil são para viagens e estadias, e cerca de 300 mil para combustíveis e componentes para automóveis. Afinal ir ao Panamá e quase igual a ir à Jamaica…mas as polícias não tem nem combustíveis nem concertos das viaturas, será isto descriminação ou desconsideração pela segurança pública dos Cidadãos ?

Incluindo estes e outros factores, aquilo que está inscrito no orçamento é um aumento da despesa com pessoal de 3,1%, ou 688,2 milhões de euros, para um total de 22.544,6 milhões em 2019. Será deste valor que serão retirados os 50 milhões de euros disponíveis para aumentos salariais, valor que no relatório do Orçamento de Estado entregue ao Parlamento, não é feita qualquer referência a esse valor. E a ” Geringonça ” que já contabiliza no vencimento dos Funcionários Públicos os aumentos, mas que não estão a ser pagos, por indisponibilidade da verbas para cumprir a ” palavra dada, palavra honrada”.

Cumplicidade não é Crime num Estado de Direito?

Artigos Relacionados

11 DE FEVEREIRO DE 2021

Nós Cidadãos: Não queremos...

A nona alteração à lei autárquica, aprovada pelos votos do PS e do PSD, vem...

0

4 DE OUTUBRO DE 2019

Entrevista de Mendo Henriques...

Mendo Castro Henriques: “Costa está a criar a geração do salário mínimo”...

0

4 DE OUTUBRO DE 2019

A capacidade de voto e a...

Artigo de Carlos Martins, cabeça de lista do Nós, Cidadãos! pelo círculo eleitoral de...

0

4 DE OUTUBRO DE 2019

Entrevista a Carlos Martins,...

Entrevista realizada por Mário Rui Sobral e publicada no jornal O Setubalense a 23 de...

0

16 DE SETEMBRO DE 2019

MENSAGEM DO PRESIDENTE

A revolução da cidadania Portugal vive em democracia, mas precisa da revolução da...

1

3 DE SETEMBRO DE 2019

Rádio Cister

Os meios de comunicação descobriram duas crianças com problemas familiares e que em...

0

Deixe um Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.