NÓS, CIDADÃOS! condenamos a atitude dos Secretários de Estado Rocha Andrade, João Vasconcelos e Jorge Costa Oliveira, do Governo liderado por António Costa, que foram assistir a jogos do Europeu de futebol a convite e à custa da GALP, empresa privada com a qual, no âmbito das sua funções governativas, têm relação direta, de natureza contenciosa, por prejuízos causados ao Estado. A demissão dos próprios seria a única solução que preservaria a dignidade do Estado, contra a cada vez maior promiscuidade entre o interesse público e os interesses privados. A este respeito, não podemos deixar de assinalar o ensurdecedor silêncio dos partidos mais à esquerda sobre este assunto, sempre (até a um passado recente) lestos a denunciar essa promiscuidade.

De igual modo, NÓS, CIDADÃOS! condenamos a atitude dos deputados do Partido Social Democrata que, tendo faltado a sessões de trabalho na Assembleia da República para irem ver os jogos,apresentaram justificações não verdadeiras.

Tanto do lado do Governo como do lado da Oposição continuam, infelizmente, a abundar exemplos negativos como os referidos. Urge, por isso, promover a renovação da nossa classe política.

NÓS, CIDADÃOS! pretendemos participar nessa renovação – por isso, defendemos, no nosso Programa Político, um “Rigoroso Estatuto de Incompatibilidades das pessoas titulares de cargos políticos e de Direção da Administração Pública ou do Setor Empresarial do Estado, mais rígido, verificável e sem as habituais exceções, que lhe retiram credibilidade”.
NÓS, CIDADÃOS!
6 de Agosto de 2016