A Federação Portuguesa de Associações de Surdos (FPAS) tem procurado alertar todos os partidos políticos para a importância da Língua Gestual Portuguesa e para as necessidades/barreiras das Pessoas Surdas em Portugal, nomeadamente no acesso à informação. Após ter reunido com a FPAS, o Nós, Cidadãos! vai disponibilizar conteúdos relacionados com o Programa Eleitoral em Língua Gestual Portuguesa. O objetivo é garantir que a população surda – estimada em cerca de 84 mil cidadãos, em Portugal (Censos 2001) – tenha acesso a informação determinante em contexto de Eleições Legislativas.

De acordo com a FPAS, cerca de 80% das Pessoas Surdas não exercem o seu direito de voto, sobretudo por falta de informação política fornecida pelos partidos, que nem sempre está devidamente adaptada às suas necessidades.

Joaquim Pinto, vice-presidente da Comissão Política Nacional do Nós, Cidadãos!, assinala com grande orgulho esta articulação: “Nascemos movimento cidadão e, como partido, queremos representar todos e cada um dos cidadãos portugueses, sem esquecer os que diariamente enfrentam dificuldades de acessibilidade. Esta colaboração é o primeiro passo de um longo caminho que queremos percorrer”.